Conservação mundo afora: ICCB 2017 (Cartagena, Colômbia)

Recentemente, no final de julho, participei do International Congress for Conservation Biology  – ICCB 2017. Este é um evento internacional de alto nível, organizado pela Society for Conservation Biology – sim, aquela que publica as revistas Conservation Biology e Conservation Letters. Eu havia participado de um evento desses em 2005, em Brasília, no começo da minha graduação; e agora, doze anos mais tarde, resolvi participar de um segundo. Posso falar que valeu muito a pena!

Continuar lendo

Anúncios

Ciência e Sociedade em Taiwan: um relato do Land Policy for Sustainable Use Development

Este é um post convidado, escrito por Soraya Carvalhedo Honorato, agricultora com colaborações científicas na UESC. Soraya inclusive foi minha aluna de estatística. 🙂 Este ano ela participou de um curso internacional relacionada a desenvolvimento rural sustentável, em Taiwan, e conta aqui um pouco desta experiência.

Continuar lendo

Quando dois é pior do que um, ou: Hurlbert avisou!

Um vento nasceu sobre o Oceano Atlântico. Este vento soprou por cima dos mares e das terras, indo ao norte, em direção à Bahia. Deslocou dunas em Itaúnas, moveu jangadas na RESEX de Canavieiras, derrubou galhos secos na ReBio de Una, e apenas como uma brisa leve chegou a Ilhéus, balançando as folhas das palmeiras. Este vento não era o começo; mas ele era um começo.

E enquanto o vento soprava, eu fazia simulações no meu computador. Em parte inspirado por um post em que Stephen Heard se pergunta se, em trabalhos ecológicos, dois é de fato melhor do que um, resolvi explorar uma situação em que dois pode ser pior do que um. (Código disponível aqui)

Continuar lendo